Juliano Mineiro (São Paulo)

Juliano Mineiro por SP Invisivel

[por SP Invisível]

“Essa história de carroça não é muito antiga não, eu tenho 8 meses só de carroceiro. Não penso em fazer outra coisa, ela é meu ganha-pão e minha casa. Se vocês conseguirem fazer uma reforma legal, vou gostar bastante, uns grafites, umas frases, vai ser bom.
Meu nome é Juliano Mineiro, com 5 anos eu saí lá de Teotônio Vilela e fui com a minha mãe pra Bragança Paulista porque ela vendeu a nossa casa pra pagar uma cirurgia. Lá, minha mãe trabalhou pra mulher de um fazendeiro e eu trabalhei na roça com o dono da fazenda. Trabalhei com gado e criação até o ano passado quando minha mãe morreu e eu saí da fazenda.

Depois disso, eu vim pra São Paulo andando e procurando emprego, cheguei na cidade lá pela Roberto Marinho. Sabe como eu consegui essa carroça? Não foi roubando não. No começo eu passei fome porque pegava latinha e fardo de papelão na mão pra juntar dinheiro pra comprar a carroça. Fiquei dois meses economizando e catando reciclado nas costas.

Aí há 8 meses eu comprei minha carroça, hoje eu durmo nela perto lá da academia, uso até o Wifi deles, ando com ela, trabalho com ela, faço tudo nela. Chega a noite, eu puxo minha cobertinha aqui, meu travesseiro e durmo com a Gisele do meu lado. E assim eu vou vivendo, meu sonho ainda é ser pai e comprar um barraquinho, mas meu próximo passo mesmo é comprar uma perua pra reciclar, aí eu trago pra vocês pintarem, pode ser?”

Veja o post publicado por SP Invisível aqui.

Juliano, o carroceiro de pouco estudo e interesse infinito – El País

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *